POLYCHAETA

Os poliquetas estão entre os organismos bentônicos com relevante importância ecológica, devido à sua alta diversidade e abundância, participam intensamente da cadeia alimentar marinha e atuam como indicador de alterações ambientais. A Coleção de Polychaeta do ZUEC possui 21.738 lotes, compondo a maior do grupo no Brasil. Os exemplares de Capitellidae, Dorvilleidae, Pectinariidae e Ampharetidae  desta coleção, a maioria identificado em nível de família, raramente gênero e, devido à raridade do material, procedente de regiões ainda não exploradas no Brasil e coletado em profundidades de até 3300m, estão sendo analisados prioritariamente, com a perspectiva de uma grande contribuição ao conhecimento da biodiversidade deste grupo em nível de Brasil e mundial. Neste primeiro ano de pesquisa, já foram publicados três artigos e dez capítulos de livros, alguns integrando dados morfológicos, moleculares e ecológicos, com a descrição de dez novas espécies. No final deste período deu-se início também ao estudo das famílias Lumbrineridae, Nereididae,e Paraonidae,  com novas espécies sendo identificadas  e outras renomeadas. Estudos filogenéticos e filogeográficos também serão desenvolvidos.